Experiência e treino levam à aprovação na 2ª fase da Fuvest – Estadão

postado em: Clipping, Outras Notícias | 0

Estado SpEstado de São Paulo – A prova de Português e a redação, feitas no primeiro dia da segunda fase da Fuvest, equivalem a cerca de um terço do peso da nota final e são apontadas como o principal diferencial em cursos concorridos da Universidade de São Paulo (USP). Segundo levantamento do cursinho Poliedro, em alguns cursos a redação equivale a 13% da nota e Português, a 18%.

Os resultados mostram que a prova de Português para quem concorre a uma vaga em Engenharia na Poli, por exemplo, tem peso de 18%, maior na nota final do que Matemática, que corresponde a 14%, ou Física, 15%. Para quem presta Medicina, o que mais influencia a nota também é a prova de Português, 17%, seguida de Biologia, Química e Física, que equivalem a 15% da nota final cada. Já a redação, a 13%. Para quem presta Direito, a prova de Matemática corresponde a 14%, mesmo porcentual de História.

“A primeira fase é padrão para todo mundo, mas, na segunda fase, há o diferencial para cada área. O que às vezes acaba levando o aluno à ilusão de que ele deve focar mais nas disciplinas de sua área”, diz Francisco Zanella Peres, coordenador do Poliedro. “O aluno competitivo tem de ter o diferencial nas outras disciplinas.”

Clique aqui para ler a matéria completa.